Topo

Por que criptografar?
A internet oferece pouca proteção para dados

Criptografia | 18. OUT 2018

Por que criptografa
Escutamos uma mesma frase com frequência ao falar de criptografia: “Não tenho nada a esconder”. Mas essa perspectiva é muito limitada, quase ingênua. O fato é que dados desprotegidos podem ser abusados!

Ciber criminosos muitas vezes trabalham com dados externos aos quais eles não deveriam ter acesso. Suas possibilidades de obter dados ilegalmente são diversas:

E-mails interceptados

Dados eletrônicos podem ser interceptados automaticamente, diretamente de textos e anexos de e-mails, com pouco esforço e competência técnica. Nem todos sabem que e-mails não criptografados percorrem a internet como cartões postais. Aqueles com acesso a certos nós da internet podem ler todos os e-mails que passam por eles.

“A probabilidade de justamente o meu e-mail ser interceptado é muito baixa. Qual criminoso se interessaria por meus dados?” Algumas pessoas pensam assim. É um erro. Dados são reunidos automaticamente em grande estilo e depois avaliados. Algoritmos filtram mensagens usando, por exemplo, palavras-chave ou arquivos em anexo. E tudo isso ocorre em frações de segundo. Dependendo do golpe, alguém que acha que seus próprios dados não são interessantes pode ser uma grande presa para os infratores. O valor dos dados é percebido pelo infrator, que os vê com olhos totalmente diferentes. Os dados são reunidos, combinados e talvez só usados anos depois, em um outro contexto.

Interceptar dados a caminho da nuvem

O caminho à nuvem é suscetível a ciber ataques, e a própria nuvem mais ainda, principalmente se os dados forem armazenados nela sem criptografia. Apesar de as medidas de segurança dos provedores de nuvem dificultarem muito esses ataques, eles não são impossíveis. Se um ataque dá certo, a presa é realmente grande, pois o infrator consegue reunir uma quantidade enorme de dados não criptografados.

Roubo de hardware

Obviamente, dados também podem parar nas mãos erradas quando dispositivos

são perdidos ou roubados. Praticamente todo laptop e smartphone contém dados suscetíveis a fraude. Estes podem ser, por exemplo, endereços, compromissos ou informações de conta. No uso de computadores públicos, também é recomendado usar um pen drive para os próprios dados e armazenar os dados neles de forma criptografada.

É bom saber: o risco para os dados é maior durante a transferência

Para os hackers, é mais fácil atuar durante a transferência de dados. Por isso, vocês devem criptografar seus dados de forma simples com o Z1 CryptNow – principalmente antes de transferir anexos sensíveis, como dados pessoais. Depois disso, vocês podem enviar seus dados criptografados por e-mail ou enviá-los por nuvem ou outro serviço de compartilhamento.
O Z1 CryptNow torna a criptografia muito simples. O mais importante é que o destinatário dos dados recebe os dados decodificados mesmo sem usar um software especial. Com o Z1 CryptNow, o Adobe PDF Reader mostra dados criptografados após a entrada da senha. Os dados podem ser abertos e armazenados localmente.

Se vocês quiserem criptografar seus arquivos por conta própria, instalem o aplicativo Z1 CryptNow gratuito. Vocês encontram links diretos para as lojas online na página inicial.

Postagem relacionada